Total de visualizações de página

domingo, 17 de junho de 2007

Pescaria em Igaratá


Há aproximadamente 80 KM da Capital Paulista, na cidade de Igaratá é possível capturar Tilápia, Curimbatá, Tucunaré, Jacundá, Lambaris e Pacu - CD. Vá até o centro da cidade, contorne o Distrito Policial, a direita tem uma casa de artigos de pesca onde se pode comprar tralha e iscas vivas. Do lado esquerdo tem um posto de gasolina, contorne-o seguindo à direita. A esquerda entre numa rua sem asfalto e siga por aproximadamente uns 8 KM, sempre a direita da estrada de terra, quando começar a subir o morro tem um sítio onde o proprietário é conhecido na cidade pelo apelido de Zé do morro. Neste local pagando R$ 6,00, por pessoa é possível pescar os peixes acima mencionados. Iscas utilizadas: Minhoca, massa, milho verde, bichinho de laranja e lambari vivo, mas dê preferência para a ceva, pois costumam pescar sem nada no anzol - lambada. Boa pescaria!

Abaixo segue o link de um video, que ilustra o tipo de equipamento usado na região citada!
http://www.youtube.com/watch?v=qty--Zqa8SE&eurl=http%3A%2F%2Fthelovest.com%2Fvideo%2Fqty--Zqa8SE%2FPescaria.html&feature=player_embedded

Aqui temos uma ótima demonstração de pesca esportiva:


http://www.youtube.com/watch?v=cLVvsLqwJgU

https://www.youtube.com/watch?v=D5Osdk4WLpQ

10 comentários:

Marcio disse...

Olá pescador,
Já fui lá no Zé do Morro duas vezes, mas praticamente só passear, não pegamos nada, só filhote de tucanaré.
O pessoal pesca muito no método do arrasto ou lambada, sem isca, aí não é pra mim.
Tinha um cara lá que quando eu fui tava pescando com 05 molinetes ultra lihgt montados em vara telescópicas, todos sem isca, o cara tava lá uma noite e iria passar mais uma, só pra vc ter idéia, ele tinha uns dez pacotes de ração de coelho (5 kg) e um saco com cupim e no samburá tinha tilápia, pacus (cd)curimbas.
Só de olhar pra pescaria do cara desanimei, não tive nem coragem de montar minha tralha, poís não iria pegar nada.
Esse ano não fui pescar mais lá.
Abraços

Clayton disse...

Você tem razão, o método de pesca no local também não me agrada, mas existem outras técnicas que podem ser empregadas, desde que o lugar esteja bem cevado. O equipamento é o mesmo descrito pelo colega, com excessão da montagem dos anzóis, estes com isca - capotinho - para pesca da tilápia. Um abraço e boas pescaria sempre!

Anônimo disse...

Olá caros amigos pescadores ja estive nesse local também ótimo ponto para pesca de tilápia pena que como ja dito acima a maiori dos pescadores lá não utilizam iscas e sim garateias ou um monte de anzol na linha cevam o local a hora que o peixe encosta na linha xuap pra la xuap pra ca e o peixe vem enroscado em algum dos anzois, mas se arrumar um lugar bom onde esses devastadores não estam pecando a possibilidade de engatrar alguma tilápia é boa.

Atenciosamente
Rodrigo Gonçalves

Anônimo disse...

ola pescadores voces todos tem bastante rasao do tipo de pescaria no se do morro pos eu tambem ja pesquei la .so que com capotinho e siriri .e com lambari para tucunare pesquei bastante no tres paus e no valdema e no joao carlos pagando curimbas e tilapias assima de dois quilos um grande abrasso de um tilapeiro

Shiossaburo disse...

ola amigos pescadores só a titulo de informação, a partir deste mês, o proprietário do sítio conhecido como zé do morro, monopolizou a local para 10 ou 12 pescadores não sei a certo o que se sabe é que este alugar como um grupo fechado o local e somente este é que podem pescar lá.
Quanto ou Valdemar é uma pessoa estraordinária porém vai uma ressalva o local embora seja bem estruturado a chance de se capturar algum peixe durante o dia é remota pois ali de final de semana passam muitas lanchas e jet ski que vão em direção a cachoeira tornando impossível a pesca durante o dia, vai a dica abraço a todos

Clayton disse...

Valeu pelas informações. Isso evita dissabores. Assim que alguém souber de um local interessante para pescar na região comentada, favor postar, abraços e boas pescarias sempre.

Walter Gomes disse...

bom dia amigos pescadores!
Estive em Igarata a exatamente 1 mês atraz e fiquei la no Zé do morro.
Cheguei la atravéz deste blog, ajudou muito.
Bem sai de SP Butanta as 4:30 fui devagar cheguei as 6:00 na cidade, fui tomar café e recolher mais informações da pesca na região.
Porem apesar de não ler quase nada sobre a pesca de tucunare de barranco e dos moradores locais conhcerem apenas relatos de pesca embarcada do tucunare, teimei e fui.
Logo um coroa me disse que o zé do morro faleceu a quase dois anos mais que o Sitio Santo Agostinho continuava funcionando.
Fui até o local indicado e o senhor que não me lembro o nome me cobrou R$ 15,00 por pessoa e me recomendou que não invadisse as barracas e as cevas dos locatarios mensais.
Como fui com o objetivo unico de caçar tucunarés só levei vara, carretilha e iscas artificiais e todo o restante necessario em minha mochila e colete e fui batendo a beira da represa até cheçar em um ponto de nascente que adentrava o sitio com algumas galhadas e decidi para neste local.
Principalmente porque contei por alto algo como cerca de 200 a 300 alevinos de tucunare.
Cheguei neste local aproximadamente as 10:00 realizei neste ponto com diamentro aproximado de 22 metros quase 300 arremessos e capturei dois exemplares de tucunare um com 55 cm de 650 g e outro com cerca de 30 cm bem leve mais quando ele mordeu a isca vi outro do lado dele com cerca de 60 a 65 cm.
Ao longo do dia percebi que a area raza proximo a margem é muito curta e que a menos de um metro da margem chegamos a mais de três metros de profundidade. E as iscas que levei eram de superficie e meia agua.
As duas vezes que capturei os exemplares percebi que os mesmo vieram do fundo.
Agora neste momento estou organizando toda minha tralha de pesca e camping para partir para igarata novamente amanã as 04:00.
Só que desta vez estou levando três tipos de equipamentos todas as iscas artificiais inclusive as de fundo e varias, pois na ultima pescaria perdi duas rapalas x rap 10.
Fora os alevinos de tilapia com cerca de 20 a 30 gramas ~soa quase 100, barrigadas e uns 10 kg de tilapia para ceva dos carnivosos e pacu, rações, quirela, massa.
E pelo tanto de peixe que vi durante os ataques e que vejo com o ricardo gavazzi que é guia local desta vez no no fundo pegar um com mais de 1 KG

Meu e-mail wgomes.thetecnic@gmail.com

Clayton disse...

Walter, valeu pela participação, pois a intenção do blog segue nesse caminho, qual seja: compartilhar informações. Imagine você atravessar a cidade sem qualquer referência do lugar onde pretende pinchar. Aproveitando, arrisco dizer que a represa de Igaratá/Jaguari é a melhor opção para quem mora na Capital de São Paulo. Segue o link da filmagem despretensiosa do último final de semana. Abraço e boas pescarias sempre! https://www.youtube.com/watch?v=WdHwUh91wBs

Walter Gomes disse...

Boa tarde Amigos!
Segue o contato do propietario do Sitio Sto. Gerônimo;
Elizio tel: (011) 973268601
Local seguro apesar da pesca na batida que la é realizada o pessoal que la frequenta é de confiança e bastante solicitos.
Conforme relatos no mês de junho teremos exemplares de até dois quilos e meio devido nesta fase do ano os alevinos terem diminuindo obrigando o bocudo a caçar.
Iscas menores e de fundo capturaram um peixe atrás do outro porem pequenos.
Preferi usar isca de 7 a 8 centimetros de fundo e meia água já que não o encontrei nas margens.
A noite voce caso fique acampado pode pescar belas corvinas com lambaris vivos que você pode pegar la mesmo.
O numero de alevinos de tucunates que vi la passa de mil dentro do raio de ação que percorri no maximo 20 metros lineares.
O própio alevino de tucunare serve como isca de corvina, ouvi relatos de pitados neste tipo de pesca.
Dica: caso for ficar acampado providencie uma cesta vazada ou uma caixa de fera de ponta cabeça dentro da agua para que se acumulem alevinos proximo a ela. Alem de proporcionar iscas vivas.
Também serve de alarme de peixes grandes e predadores devido a correria dos alevinos para se enconder dentro do cesto ou desta caixa

Anônimo disse...

Caros Pescadores,
Pesquei muito em Igarata, por volta de 1980. Comecei pescando no local chamado de cemiterio, entrava por uma estrada perto de um Solario e iamos ate a represa.Muitas tilapias e piabanhas nesse local.Depois descobrmos a estrada que leva ate o João Carlos e ai a otimos pontos de pesca. Tinha um local que chamavamos de taquarinha, que era depois do sitio do ze do morro, excelente ponto de pesca.So pescava com capotão ou brancão e cevamos com cupim, cada pescador levava em media 2 sacos e ia jogando aos poucos na agua.Dificilmente perdiamos pescarias, em media de 15 A 20 tilapias , todas de aproximadamente 800 grs a 1 Kilo.Pescaria somente com um anzol na linha e de preferencia Gamakatsu nº 9 . bem fino para não danificar o capotão.Para piabanha, brotinho de erva doce ou coco.Com o fechamento desse local, passamos a pescar no Ze do Morro , no mesmo esquema de ceva e iscas, sempre com otimos resultados.
Nunca usamos o sistems de batida e ate hoje continuo pescando somente com um anzol e não tenho nada a reclamar. Não sou adepto a pescaria de batida e quando vejo algum pescador utilizando esse metodo, procuro ficar bem longe.
Em Igarata a ultima vez fui para pescar corvina , passei pelo Ze do Morro de barco e confesso que senti saudade das pescarias realizadas la.
Pesquei muito nas represas de Naz.Pta, Piracaia, Joanopolis que tem excelentes pontos de pescas tambem, mas como esta muito arriscado pescar nessas represas devido a assaltos, ultimamente so vou pescar em pesqueiros aqui da região e continuo tendo otimos resultados.
Minha praia é pesca de tilapia, ja me aventurei em pesca maritima e tucunare em Pauliceia com otimos resultados.
Abraços a todos e otimas pescarias.

07 de julho de 2014.